Salvador

Autor de projeto que cria programa de combate ao feminicídio, Paulo Magalhães exalta implantação do NEF

O projeto indica a integração entre a Prefeitura de Salvador, Ministério Público, Poder Judiciário e sociedade civil,

29/09/2021 17h13
Por: Redação
130

Ao participar da cerimônia de inauguração do Núcleo de Combate ao Feminicídio, na manhã desta quarta- feira (29), o líder do governo na Câmara Municipal de Salvador, vereador Paulo Magalhães Jr (DEM), exaltou a criação do equipamento, onde serão feitos acompanhamento e reeducação de autores de violência por meio do Grupo Reflexivo de Homens. Autor do Projeto de Lei 102/2019, que propõe a criação de um programa de conscientização e combate ao machismo, feminicídio e violência contra mulher, Magalhães destacou a importância do fortalecimento das políticas de combate a violência contra mulher em Salvador. 

"Por entender que o lugar de luta contra esse mal social é de todos, em 2019,  protocolei na Câmara Municipal de Salvador, um projeto que tem como principal diretriz a desconstrução da cultura do machismo, gerando maior conscientização e responsabilização dos autores de violência, tendo como objetivo a diminuição no índice de reincidência e agravamento das denúncias", afirmou. 

O projeto de lei também  indica a integração entre a Prefeitura de Salvador, Ministério Público, Poder Judiciário e sociedade civil, além de integrar a criação de um grupo psicossocial de reflexão e reeducação, com discussões e assistência social, promovido por profissionais habilitados.

"Para mim, hoje é um dia de vitória. Com a inauguração desse equipamento, a gestão municipal fortalece as políticas de combate à violência contra a mulher em Salvador. Acredito que o machismo deve ser tratado como uma doença social. Agora, finalmente, os homens que praticam esse tipo de crime, serão encaminhados para um local que eles possam ser assistidos por pessoas capacitadas a mostrar consequências jurídicas e psicológicas, apresentar planejamentos familiares que excluam a violência como opção de resolução de problemas, e de sobretudo ressignificar valores sociais, ao que diz respeito a sobreposição, dominação e poder do homem sobre a mulher", finalizou.

Ele1 - Criar site de notícias