Brasil

STF nega recurso da Anvisa e mantém prazo de análise da Sputnik

Ministro Lewandowski manteve o prazo de 30 dias para que agência decida sobre a importação da vacina russa contra a covid-19

26/04/2021 09h58Atualizado há 3 semanas
Por: Redação
Fonte: R7
10

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal), infedereriu nesta segunda-feira (26) recurso da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e manteve o prazo de 30 dias para que a autoridade sanitária decida sobre a importação excepcional e temporária da vacina russa contra a covid-19, a Sputnik V. O prazo começou a contar em 29 de março e vence, portanto, nesta quarta-feira (28).

Caso a agência não se posicione dentro do prazo legal, o estado do Maranhão, autor da petição, estará autorizado a importar e a vacinar seus habitantes com o imunizante russo, sob sua exclusiva responsabilidade, e desde que observadas as cautelas e recomendações do fabricante e das autoridades médicas.

 

 

Ele1 - Criar site de notícias