Negócios

Elegance Camisas cresce quase 200% em vendas com e-commerce

Em 2021, a empresa adotou o varejo no comércio eletrônico e expandiu a atuação no segmento de moda social. Medida foi tomada como estratégia pela n...

02/07/2024 14h01
Por: Redação
Fonte: Agência Dino
Image by Freepik
Image by Freepik

A Elegance Camisas registrou um crescimento de quase 200% em vendas no primeiro ano de atuação no meio digital. A decisão de criar a loja virtual da marca foi tomada em 2021, pela atual gestão, durante a pandemia de covid-19. Com o comércio eletrônico, a empresa ampliou sua atuação no segmento com a modalidade de venda varejo, além do atacado.

O estudo Tendências do Varejo 2024, realizado pela Opinion Box, identificou que 77% dos consumidores escolheram as compras on-line em sites e lojas virtuais nos últimos 12 meses, superando aqueles que optaram por compras em lojas físicas (67%). 

Outro dado revelado pela pesquisa foi a preferência, de modo geral, dos entrevistados por comprar apenas em lojas on-line, em uma taxa de 46%. Cerca de 36% preferem comprar tanto presencialmente quanto em lojas virtuais, enquanto 18% afirmaram preferir comprar apenas em lojas físicas. 

O sócio-diretor da Elegance Camisas Rafael Teixeira revela o porquê das mudanças estratégicas na empresa. “As vendas sempre foram através de representantes comerciais espalhados por todo o Brasil. Com a chegada da pandemia, muitos clientes lojistas e representantes saíram do mercado. A criação do site, em meio à busca de um novo formato de como vender, nos colocou no mercado de forma expressiva no segmento de camisaria.”, afirma. 

Teixeira explica que a implementação do e-commerce na Elegance Camisas apresentou alguns desafios que exigiram planejamento estratégico e adaptações significativas, mas que, superá-los, permitiu que a empresa alcançasse um papel importante no mercado de camisas sociais on-line no Brasil. 

Entre os desafios, o empresário aponta a integração dos sistemas de gestão de estoque, logística, atendimento ao cliente e a plataforma de e-commerce; a experiência personalizada do cliente desde o atendimento até a entrega do produto; a presença digital para engajamento do cliente; o equilíbrio da margem de lucros para manter preços competitivos, mesmo oferecendo facilidades nas compras; e a adaptação da equipe para lidar com novas ferramentas do comércio eletrônico.   

Para o empresário, a loja virtual permite alcançar um público mais amplo, sem comprometer um padrão de excelência que a empresa almeja alcançar. “O e-commerce nos permitiu expandir nosso mercado com a possibilidade de alcançar clientes em regiões onde anteriormente não conseguiríamos sem presença física. Também tornou possível aos nossos clientes acesso a ofertas atrativas e comprar a qualquer hora e de qualquer lugar”, diz.

A pesquisa da Opinion Box revelou ainda que 63% dos participantes do estudo têm preços melhores como motivo para comprar em lojas virtuais. Além disso, 53% apontaram como motivação para compra on-line a conveniência de comprar e receber em casa. O acesso a produtos não encontrados na região do cliente (43%) e melhores formas de pagamento (29%) também aparecem como motivos para comprar on-line.   

O especialista destaca que ampliou a possibilidade de investir em marketing e desenvolvimento de produtos, já que manter uma loja digital tem custos operacionais menores comparado às lojas físicas. “Continuamos a ver um crescimento constante, mês a mês, à medida que aprimoramos nossa plataforma e oferecemos novas coleções que atendem às demandas e preferências de nossos clientes”.

Nos últimos cinco anos, o canal de vendas e-commerce no varejo de vestuário foi o que apresentou maior crescimento em valores (537%). O segmento comercializou 6,3 bilhões de peças e movimentou R$ 265,8 bilhões em 2022. Os dados são do Estudo dos canais do varejo de vestuário 2023

Para saber mais, basta acessar: elegancecamisas.com.br/

Ele1 - Criar site de notícias